quarta-feira, 2 de março de 2016

O senhor da chuva



Livro: O senhor da chuva
Autor(a): André Vianco
Editora: Novo Século
ISBN: 978-85-8779-110-8
Ano: 2001
Páginas: 268
Classificação: Ficção


Sinopse:


Um anjo perseguido, para não ser destruído, possui o corpo de um ser humano agonizante. Assim, o anjo quebra uma regra sagrada que dá direito aos demônios de evocarem uma guerra desigual que poderá desencadear a destruição de todos os anjos de luz da terra.

Agora, os dois exercitos estão furiosos, transformando as tranquilas pastagens de belo verde num funesto campo de batalhas onde espadas que parecem chamas, e olhos que parecem brasas, darão o tom nesta misteriosa aventura sobrenatural, repleta de batalhas, mergulhadas no mundo dos anjos, dos vampiros e dos demônios.




Minha opinião

Uia! Outro livro de assustar de André Vianco!

Mas ó, tem horas que ele viaja na maionese ... principalmente na batalha final ... acho que ali ele quis reunir toda a galera assustadora dele, pra matar de medo pra valer!

Enfim, o livro narra a trajetória de vida de Gregório, um trambiqueiro querendo entrar no submundo do tráfico, e que, por uma desventura, acaba ganhando de brinde a proteção do anjo da guarda de sua vizinha, uma senhorinha querida e prestativa, que nunca percebeu a real personalidade de seu vizinho.

Resumindo, a loucura das atitudes de Gregório, o condenam, mas, em uma tentativa de ajudá-lo, o anjo Thal acaba em uma batalha com o demônio Khell, e que não acaba bem para nenhum dos dois. Thal possui o corpo de Gregório para se proteger e buscar uma forma de se fortalecer, o que quebra uma regra antiga e que tem como consequência uma grande batalha entre o bem e o mal.

A narrativa é um tanto confusa e com algumas coisas totalmente fora de proporção, mas como tudo é tão fantasioso, chega um ponto em que você só quer saber quem vai enfim ganhar a batalha.

Para quem é fã do universo sobrenatural de André Vianco, é bacana, pois ele menciona alguns personagens de outras séries. E para quem gosta de leitura sobrenatural, vale pela loucura da batalha!

Boa leitura !!

Nenhum comentário:

Postar um comentário