quarta-feira, 26 de agosto de 2015

O conde enfeitiçado



Livro: O conde enfeitiçado
Série Os Bridgertons #06
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-440-0
Ano: 2015
Páginas: 304
Classificação: Romance de época

Sinopse:


Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton.

Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.

Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.

Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.

No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.


Minha opinião:


Com uma dinâmica diferente, Francesca é a mais séria dos irmãos Bridgerton até o momento.
No livro mesmo, ela se descreve como a estranha da família, por ser mais quieta e observadora, e mesmo entre eles, mais sarcástica. Então, a narrativa é mais séria, mas não pensem que é sem graça, pelo contrário, é extremamente envolvente!

Alternando a narrativa entre Francesca e Michael, acompanhamos os dois lados deste relacionamento, a amizade inicial, o amor que Michael sente por Frannie, desde o início, e, todos os estágios, da negação até a aceitação, por parte de Francesca do amor de Michael e seu amor por ele.

A única coisa que senti falta, foi a interação massiva e divertida de toda a família, mas temos relances de Hyacinth e Violet, além de Colin, que faz o papel de grilo falante com Michael, o que é muito divertido! Além de saber claro, que esta estória, corre em paralelo com o o romance entre Penélope e Colin e Eloise e Phillip, o que dá aquele sentimento de curiosidade em saber o que irá acontecer, quanto todos eles se reunirem, para distribuir as boas novas.

Como toda a série, amei, e claro, incido para quem gosta deste gênero!

Boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário