domingo, 22 de março de 2015

Nunca mais Rachel


Livro: Nunca mais Rachel
Autor(a): Lisa Genova
Editora: Nova Fronteira
ISBN: 978-85-2092-812-7
Ano: 2012
Páginas: 296
Classificação: Sick Lit


Sinopse:

Rachel Nickerson, uma super-mãe extremamente dedicada à carreira, leva uma vida agitada e confortável com o marido Bob, uma babá de confiança e três filhos - Lucy, Charlie e Linus. 

Entre recrutar as melhores e mais brilhantes mentes como vice-presidente de recursos humanos da Berkley Consulting, levar as crianças ao futebol, à creche e às aulas de piano, convencer a professora do filho de que ele não sofre de Transtorno de Déficit de Atenção e chegar em casa a tempo para o jantar, é impressionante que essa atarefada e bem-sucedida ex-aluna de Harvard encontre tempo para respirar. 

Uma bomba prestes a explodir, Rachel administra miraculosamente cada segundo de sua vida. Mas tudo muda quando, no carro, a caminho do trabalho, faz um telefonema e desvia os olhos da estrada por um segundo. Num instante, todas as partes frenéticas de sua vida abarrotada são bruscamente interrompidas. 

Uma lesão apaga por completo a percepção do lado esquerdo do cérebro de Rachel, e ela agora precisa prestar atenção redobrada aos detalhes que a cercam, inclusive à sua mãe até então ausente. Sem perceber a comida à esquerda de seu prato ou mesmo sua própria mão esquerda, ela é forçada a procurar respostas no vazio desse estranho mundo pela metade. 

Quando se obriga a reconquistar sua independência e a se curar, Rachel tem que aprender que sua nova e verdadeira vida pode estar longe das teleconferências e das planilhas. 

Em seu novo livro, Lisa Genova constrói com perfeição e delicadeza uma história emocionante de superação, mostrando que a felicidade e o sucesso estão bem ao nosso alcance, contanto que diminuamos nossa velocidade o suficiente para percebê-los. 



Minha opinião

Em alguns momentos eu parei para comparar a minha rotina de trabalho passada, com tudo o que a protagonista deste livro se submetia, em nome do sustento de sua família e de um certo nível de conforto.

Da mesma autora do livro Para sempre Alice, esta narrativa não é tão pesada, e aqui, ela enfoca a batalha pela superação, e as pequenas vitórias diária que nem sempre recebem o devido valor.

Nos leva a pensar a respeito das nossas prioridades, e o que realmente deve ser importante em nossas vidas. Além de dar um destaque especial ao amor, ao perdão, e em como é importante sermos gratos por tudo que temos.

Não foi uma leitura fácil, tampouco divertida, mas valeu cada página lida. 

E eu indicaria para quem precisa dar um tempo e fazer uma análise cuidadosa do que é ou não importante em sua vida.

Boa leitura!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário