terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Paixão ao entardecer

Livro: Paixão ao entardecer
Autor(a): Lisa Kleypass
Editora: Arqueiro
ISBN: 978-85-8041-355-7
Ano: 2015
Páginas: 272
Classificação: Romance


Sinopse:

Mesmo sendo uma família nada tradicional, quase todos os irmãos Hathaways se casaram, até mesmo Leo, que era o mais avesso a essa ideia. Mas para a caçula Beatrix, parece não haver mais esperança. 
Dona de um espírito livre, apaixonada por animais e pela natureza, Beatrix se sente muito mais à vontade ao ar livre do que em salões de baile. E, embora já tenha frequentado as temporadas londrinas e até feito algum sucesso entre os rapazes, nunca foi seriamente cortejada, tampouco se encantou por nenhum deles. 
Mas tudo isso pode mudar quando ela se oferece para ajudar uma amiga. 
A superficial Prudence recebe uma carta de seu pretendente, o capitão Christopher Phelan, que está na frente de batalha. Mas parece que a guerra teve um forte efeito sobre ele, e seu espírito, antes muito vivaz, se tornou bastante denso e sombrio. 
Prudence não tem a menor intenção de responder, mas Beatrix acha que ele merece uma palavra de apoio – mesmo depois de tê-la chamado de estranha e dito que a jovem é mais adequada aos estábulos do que aos salões. Então começa a escrever para ele e assina com o nome da amiga. Beatrix só não imaginava o poder que as palavras trocadas teriam sobre eles. 
De volta como um aclamado herói de guerra, Phelan está determinado a se casar com a mulher que ama. Mas antes disso vai ter que descobrir quem ela é. 


Minha opinião:

De todos os irmãos Hattaway, sempre achei que Beatrix seria a que casaria mais rápido, justamente por ser a caçula, por sua juventude, alegria e vivacidade.

Mas justamente a sua vivacidade e amor pelos bichos, quaisquer que fossem, que levaram os jovens a se afastar dela ... que dó, ela não merecia isto!

Enfim, justamente por ser uma pessoa tão querida, e uma boa amiga, que ela acaba se complicando, ao querer ajudar sua 'suposta amiga' Prudence ... que no final não se mostra nem um pouco amiga,  e sim uma pessoa horrorosa e interesseira.

A forma como as correspondências evoluem, é muito romântica, e, eu me vi torcendo para que em seu retorno, o capitão deixasse de lado a sua ilusão de relacionamento com Prudence e passasse a ver Bea com outros olhos e não a menosprezasse, como havia feito anteriormente, o que não acontece, mas, de forma pouco convencional, ele se vê no meio do dia-a-dia de Bea e dos Hattaways, que é sempre agitado e divertido, além de ela sempre conseguir colocar a família em polvorosa quando resolve resgatar algum bichinho machucado ou perdido, o que o leva a perceber, pouco a pouco, o quanto ela é atenciosa e gentil com as outras pessoas, e linda em toda sua excentricidade, que e a marca registrada da família Hattaway.

Assim como toda a família, enfim Bea tem o seu final feliz, e podemos ainda acompanhar um pouquinho de cada irmão, para amenizar a saudade que fica com o final desta ótima serie sobre a família Hattaway.

Para quem gostou dos livros anteriores, este não deixa nada a desejar e fecha a série com chave de ouro ... eu só gostaria que a autora escrevesse mais spinn-offs sobre a família, para amenizar a crise de abstinência que deixa sempre aquele gostinho de quero mais!

Super recomento, toda esta série!

Boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário