segunda-feira, 16 de junho de 2014

Insurgente

Livro: Insurgente
Série Divergente - livro 2
Autora: Veronica Roth
Gênero: Literatura Infanto-juvenil 
Editora: Rocco
509 Páginas


Uma escolha, se torna um sacrifício
Uma escolha, se torna uma perda
Uma escolha, se torna um fardo
Uma escolha, se torna uma batalha
Uma escolha, pode te destruir



Sinopse:

Na Chicago futurista criada por Veronica Roth em Divergente, as facções estão desmoronando. E Beatrice Prior tem que arcar com as consequências de suas escolhas. Em Insurgente, a jovem Tris tenta salvar aqueles que ama - e a própria vida – enquanto lida com questões como mágoa e perdão, identidade e lealdade, política e amor. 

Minha opinião

Bom, depois que me animei na leitura do primeiro livro da série, resolvi embarcar de cabeça, pra não perder o fio da meada!

Este segundo livro se inicia logo em seguida do final do primeiro, sem aqueles intervalos de tempo imensos, ou seja, os sobreviventes estão em fuga.

Muitas surpresas, algumas inesperadas eu diria, e muitas brigas entre Tris e Quatro/Tobias, o que não gostei, mas também é necessário, já que eles precisam se conhecer bem, e desenvolver a confiança mútua, pois a vida deles depende disto.

Com muito mais ação e o foco direcionado para os sem-facção, aqui, novamente eu empaquei um pouco no início do livro, mas não desgrudei no final, justamente por querer saber o desfecho.


E o que mais me chocou, foi a traição de Caleb, e fiquei triste pela Tris, de perder o que restava da sua família, desta forma, mas os pais ainda a estavam protegendo, enquanto irmão apenas a usou. Achei isto a pior parte. 


Achei o final surpreendente, e estou doida de curiosidade para começar a sequencia!

Apenas não queiram comparar esta trilogia com Jogos Vorazes. Podem ser distopias, mas as semelhanças param por aí. Então, bora mergulhar no final da trilogia!

Boa Leitura!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário