sexta-feira, 23 de maio de 2014

Noite eterna

Livro: Noite eterna 
volume 3 da Trilogia da Escuridão
Autores: Guillermo del Toro e Chuck Hogan
Gênero:  Ficção
Editora: Rocco
416 Páginas



Hoje a noite pertence a eles, 
e a escuridão pode ser eterna.
Em poucos anos, a epidemia de vampiros
dominou o planeta, escravizando a humanindade
para alimentação e deleite do Mestre.
Aparentemente, eles ganharam.
Aparentemente, pois, em algum lugar lá fora,
uma rede de humanos livres 
mantém a resistência viva.

Sinopse:

Dois anos após o início da epidemia de vampiros que se alastrou pelo globo, os dias têm apenas duas horas de sol e a humanidade encontra-se à beira da aniquilação. A única esperança de resistência contra o exército do Mestre, o vampiro ancestral, é o grupo liderado por Eph Goodweather. Mas as evidências de que há um traidor entre eles pode pôr em risco o destino da raça humana. Traduzida em mais de 20 países, a série renova as tradicionais histórias de vampiros e surpreende pela originalidade.

Minha opinião:

Enfim o último livro.
Demorei mais que o normal para ler este livro, não sei se acabei perdendo o ritmo de leitura, mas, parece que eu lia e o livro não rendia, não saia do lugar.
Neste último volume, algumas explicações são dadas, como o surgimento do Nascido, e sobre a origem do Mestre.
Eph está alquebrado pela perda de Zach, e comete algumas besteiras, Vasily e Nora acabam se aproximando, por proteção e necessidade e surge daí uma relação. Gus, que estava a serviço dos Antigos, e juntamente com Quinlam, se reúne a eles e todos formam uma resistência.como todo livro final, esclarecimentos e muita ação, para um desfecho, que, da minha parte, eu achei inesperado, mas correto.


Dos três livros, o mais denso de todos foi o segundo. Acabei fazendo uma releitura dinâmica, para relembrar e ele é mesmo assustador.

Para quem gosta do gênero, indico a leitura em sequência, já que agora temos os três livros aí.

Boa leitura!

Nenhum comentário:

Postar um comentário