terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Espera


Livro: Espera 
Autor: Maggie Stiefvater
Gênero: Ficção
Editora: Agir
360 Páginas
espera


"Os lobos na floresta são estranhos, agora que conheço o segredo do bando.
Bonitos, sedutores - mas ainda assim estranhos. Um passado humano desconhecido se esconde atrás de cada par de olhos. Sam é o único que um dia conheci de verdade, e o tenho ao meu lado agora. É isso que quero, minha mão na mão dele e seu rosto colado ao meu pescoço.
Mas meu corpo me trai. Agora sou eu a incógnita.
Esta é uma história de amor.  Nunca imaginei que houvesse tantos tipos de amor nem que o amor pudesse levar alguém a fazer tantas coisas diferentes.
Nunca imaginei que houvesse tantas formas diferentes de dizer adeus.”

Sinopse:

Esta é a história de um garoto que costumava ser lobo e de uma garota que estava começando a se transformar em um.
Em espera, Maggie Stievfater volta a gélida Mercy Falls para nos contar os rumos da história de amor entre Sam e Grace, que agora vislumbram um futuro de possibilidades e incertezas.
Sam ainda procura se acostumar com o fato de ser plenamente humano e ter uma vida pela frente; Grace precisa lidar com sua iminente transformação e sente dificuldade de esconder esse segredo dos pais e do namorado.
Para completar, volta à cena Isabel, desta vez como narradora. A jovem, ainda abalada pela morte do irmão, não consegue esconder a atração que sente por Cole - um garoto sarcástico que escolheu ser lobo para fugir dos problemas de sua vida humana, descobrindo, no entanto, que isso o fará enfrentar tudo o que sempre evitou.
Essas questões que atormentam os personagens e os forçam a evoluir fazem de Espera não apenas uma continuação de Calafrio, mas manterão o leitor extasiado, especialmente quando Sam, Grace e Cole perceberem que ser lobo pode não ser o que eles esperavam. Enquanto o mundo desses jovens desaba, o amor é o que perdura. Mas será o bastante?

Minha opinião:

Quem leu a minha resenha do primeiro livro (Calafrio) sabe que eu estava esperando ansiosamente pela continuação. E declarei abertamente a minha recomendação para a leitura do livro.
Já neste segundo livro, vamos acompanhar a adaptação de Sam a sua vida humana, e o temor dele, de voltar a ser um lobo, a cada vez que é atingido por um sopro de vento um pouco mais frio; Grace, que está prestes a se transforma em lobo, mas fala sobre isto com ninguém, a chegada de novos lobos à matilha, e ao fato de que a Isabel agora é uma parte mais ativa neste livro.
Enquanto Sam está lindando com as novas responsabilidades de assumir o lugar de Beck, à frente da matilha, Grace por sua vez, sofre com a distância que lhe foi imposta, de Sam,  pelos seus pais, que descobriram muito tardiamente, o significado da paternidade (… que raiva destes dois!).
Já Cole, gostaria de poder se desfazer de sua vida, como acontece quando ele está transformado em lobo.
E por fim, Isabel, que tem o papel de expor a verdade a todos eles, nua e crua. Ou seja, ela é a consciência da turma.
Não vou dizer que amei o livro, como o primeiro. Não me entendam mal, o livro é incrível, a continuação é perfeita, mas eu (ainda) estou triste com o final dele. Eu detestei acompanhar a dor do Sam, em ter de tomar uma decisão tão difícil, para salvar a Grace.
Quando eu li, na sinopse da contracapa do livro a frase: “ … Nunca imaginei que houvesse tantas formas diferentes de dizer adeus.”,  eu não imaginei a dimensão do significado da frase. E quando fui me aproximando dos últimos capítulos do livro, percebendo do quanto Grace estava sofrendo, eu acompanhei ela … e comecei a detestar o final, pois já deduzia que ela estaria indo para a floresta, e Sam, agora definitivamente humano, ficaria a espera da chegada dos dias quentes, para vê-la retornar a sua forma.
OK, eu sei que tem um terceiro livro … mas eu estou odiando esperar para saber, se os dois poderão viajar para ver o mar, que Sam tanto sonha em conhecer, e a cafeteira vermelha que Grace tanto sonha em ter. Além de saber que estão separados e sofrendo !
E claro, também estou curiosa em saber como Cole e Isabel vão resolver o que ambos esperam um do outro …
Enfim, o livro é ótimo, como no primeiro de faz mergulhar no enredo e sentir como se você estivesse ali, sentado com eles e acompanhando cada momento, e pensar, o que eu poderia fazer para ajudar?
Vou torcer para que a autora seja fiel as histórias românticas e com o típico final de “felizes para sempre”, por que estou torcendo muito, mas muito mesmo, para que o Sam encontre uma cura, para o vírus lupino, e que enfim, possa curtir a eternidade com a Grace ao seu lado.
É isto. Pensem que, para se ter um final feliz, é preciso passar pela dose certa de sofrimento antes. Agora chega, que já estou ficando chata !!
Fui.

Bjs e boa leitura!

3 comentários:

  1. Será que conhece os carimbos... Se não usa se iria enlouquecer... uhuuhuh

    ResponderExcluir
  2. Ana ,te acheiiiiiiiiii!UHUUU

    Ana ,adorei te conhecer ,você é uma pessoa mega especial ,um grande beijo no coração !

    Tania

    ResponderExcluir
  3. muito legal seu blog adoro ler e não li quase nada do que vc leu serei visitante assídua,bjocas

    ResponderExcluir