sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Tamanho 44 também não é gorda

Postagem original:  http://tracasecia.blogspot.com/2010/02/projeto-tracas-ana-indica-tamanho-4_07.html
Livro: Tamanho 44 Também Não é Gorda
Autor: Meg Cabot
Gênero: Juvenil
Editora: Galera Record
415 páginas


A ex-estrela pop Heather Wells está de volta, e como de costume vai se envolver em uma perigosa investigação. Ela é inspetora de um dormitório feminino da universidade de Nova York, e está acostumada com festas e brincadeiras estranhas das estudantes.
Quando uma jovem aparece morta no na cozinha do alojamento, Heather acha que pode ajudar, como já fez no passado. Mas quem está por trás desses assassinatos fará de tudo para se proteger e uma ex-celebridade gordinha não ficará no caminho do criminoso.

Sinopse:
Heather Wells já foi uma grande estrela do pop, mas hoje em dia é só a inspetora de um dos dormitórios da Universidade de Nova York.

Mas se você acha que ela sente falta da vida de celebridade, se engana. Heather gosta mesmo é de comer uns bagels com queijo ou uma pizza, sem se preocupar com gordurinhas que poderiam ficar aparentes nas roupas superapertadas que usava antigamente …
O problema é que, depois da fama, essa ex-estrela descobriu uma forte veia investigativa … E por acaso seu alojamento da universidade parece um imã para crimes estranhos.
Depois de ajudar a policia a encontrar o responsável pelos crimes do poço do elevador – mesmo que os policiais neguem essa contribuição-, Heather se vê envolvida em mais um assassinato: uma joven bonita e popular foi encontrada morta na cozinha, ou melhor, sua cabeça foi encontrada, e dentro de uma panela de sopa! O resto do corpo ainda está  desaparecido …
Heather, é claro, não consegue ficar de fora dessa investigação. E como se já não houvesse complicação suficiente na vida de nossa detetive amadora, ela ainda recebe uma visita mais do que inesperada. Seu pai, recém-libertado da prisão, aparece de repente, pedindo desculpas – e uma hospedagem temporária na casa de Heather
Se pelo menos essa cantora-inspetora-detetive conseguisse esquecer esse pequeno problema familiar, talvez Cooper, o gato que é o dono do prédio onde Heather mora, voltasse a ajudá-la nessa investigação. Isso sim compensaria o hábito de enfiar o nariz onde não é chamada … Mas, se não tomar cuidado, logo logo será o seu nariz dentro de uma panela!

Minha opinião:
A sinopse resume muito bem o livro … e, como na aventura  anterior, a Heather novamente só se mete em confusões, e no fim quem acaba ‘salvando o dia’ é o Cooper (fofoooooooooo)!
O livro vale umas boas risadas, ou seja, diversão garantida !!

Bjs e boa leitura !!

Nenhum comentário:

Postar um comentário